Predicado

Predicado

Predicado é um dos termos essenciais da oração. Tem por características básicas:

· apresentar-se como elemento determinado em relação ao sujeito

· apontar um atributo ou acrescentar nova informação ao sujeito

Assim como o sujeito, o predicado é um segmento extraído da estrutura interna das orações ou das frases, sendo, por isso, fruto de uma análise sintática. Isso implica dizer que a noção de predicado só é importante para a caracterização das palavras em termos sintáticos. Nesse sentido, o predicado é sintaticamente o segmento lingüístico que estabelece concordância com outro termo essencial da oração o sujeito -, sendo este o termo determinante (ou subordinado) e o predicado o termo determinado (ou principal). Não se trata, portanto, de definir o predicado como "aquilo que se diz do sujeito" como fazem certas gramáticas da língua portuguesa, mas sim estabelecer a importância do fenômeno da concordância entre esses dois termos essenciais da oração.

Exemplos:

  1. Carolina conhece os índios da Amazônia.

    ...[sujeito: Carolina = termo determinante]

...[predicado: conhece os índios da Amazônia = termo determinado]

...[Carolina: 3ª pessoa do singular = conhece: 3ª pessoa do singular]

  1. Todos nós fazemos parte da quadrilha de São João.

    ...[sujeito: todos nós = termo determinante]

...[predicado: fazemos parte da quadrilha de São João = termo determinado]

...[Todos nós: 1ª pessoa do plural = fazemos parte: 1ª pessoa do plural]

Nesses exemplos podemos observar que a concordância é estabelecida entre algumas poucas palavras dos dois termos essenciais. Na frase (1), entre "Carolina" e "conhece"; na frase (2), entre "nós" e "fazemos". Isso se dá porque a concordância é centrada nas palavras que são núcleos, isto é, que são responsáveis pela principal informação naquele segmento. No predicado o núcleo pode ser de dois tipos: um nome, quase sempre um atributo que se refere ao sujeito da oração, ou um verbo (ou locução verbal). No primeiro caso, temos um predicado nominal e no segundo um predicado verbal. Quando, num mesmo segmento o nome e o verbo são de igual importância, ambos constituem o núcleo do predicado e resultam no tipo de predicado verbo-nominal.

Exemplos:

  1. Minha empregada é desastrada.

    ...[predicado: é desastrada]

...[núcleo do predicado: desastrada = atributo do sujeito]

...[tipo de predicado: nominal]

  1. A empreiteira demoliu nosso antigo prédio.

    ...[predicado: demoliu nosso antigo prédio]

...[núcleo do predicado: demoliu = nova informação sobre o sujeito]

...[tipo de predicado: verbal]

  1. Os manifestantes desciam a rua desesperados.

    ...[predicado: desciam a rua desesperados]

...[núcleos do predicado: 1. desciam = nova informação sobre o sujeito; 2. desesperados = atributo do sujeito]

...[tipo de predicado: verbo-nominal]

Nos predicados verbais e verbo-nominais o verbo é responsável também por definir os tipos de elementos que aparecerão no segmento. Em alguns casos o verbo sozinho basta para compor o predicado (verbo intransitivo). Em outros casos é necessário um complemento que, juntamente com o verbo, constituem a nova informação sobre o sujeito. De qualquer forma, esses complementos do verbo não interferem na tipologia do predicado. São elementos que constituem os chamados termos integrantes da oração.

Tópico Relacionado:

Previous Next Tela de apresentação