A concordância e o aposto

A concordância e o aposto

O aposto é um termo que se liga a outros termos da oração com o objetivo de especificar esse elemento ao qual se refere. Trata-se de um termo de caráter nominal que se relaciona a substantivos ou pronomes substantivos para atribuir-lhes uma explicação ou um esclarecimento.

Como o aposto e o substantivo (ou outro termo com valor de substantivo) são elementos relacionados numa oração, a concordância em gênero e número é obrigatória entre eles.

Exemplos:

  1. Os investidores, barulhento e insegura, retiravam-se do mercado. [Inadequado]

    Os investidores, barulhentos e inseguros, retiravam-se do mercado. [Adequado]

    ...[barulhentos e inseguros: aposto = refere-se ao substantivo "investidores"]

    ...[investidores: substantivo masculino plural]

  2. Ela, mais sábio e oportunistas, também inventaria uma desculpa eficaz. [Inadequado]

    Ela, mais sábia e oportunista, também inventaria uma desculpa eficaz. [Adequado]

    ...[mais sábia e oportunista: aposto = refere-se ao pronome substantivo "ela"]

    ...[ela: pronome feminino singular]

Nos exemplos acima o aposto se apresenta na forma como mais freqüentemente é utilizado: entre vírgulas, imediatamente após o termo ao qual se refere. Há casos, porém, em que o aposto se une ao termo substantivo sem o recurso da pausa expresso pela vírgula:

"O tempo inverno quase não é lembrado no nordeste brasileiro."

Nesse exemplo, em que o aposto – "inverno" – é também um substantivo, não se exige dele a concordância em gênero e número com o substantivo ao qual se liga – "tempo". A obrigatoriedade da concordância nominal é apontada apenas quando o aposto se configura como um adjetivo, como nos exemplos (1) e (2).

Naqueles casos (1) e (2), além disso, observa-se a presença do conectivo "e" interligando os adjetivos que compõem o aposto. É importante lembrar, no entanto, que ainda que a vírgula seja dispensada da construção, a concordância nominal entre o aposto e o substantivo de referência deve ser estabelecida.

Exemplos:

  1. As antigo renovada expectativas poderiam se confirmar hoje. [Inadequado]

    As antigas renovadas expectativas poderiam se confirmar hoje. [Adequado]

    ...[as antigas renovadas: adjunto adnominal de "expectativas"]

    ...[renovadas: adjetivo = núcleo do adjunto adnominal]

    ...[antigas: aposto = refere-se ao substantivo "expectativas"]

    ...[expectativas: substantivo feminino plural]

  2. O velha gentis mensageiro abandonava suas caminhadas diárias. [Inadequado]

    O velho gentil mensageiro abandonava suas caminhadas diárias. [Adequado]

    ...[o velho gentil: adjunto adnominal de "mensageiro"]

    ...[gentil: adjetivo = núcleo do adjunto adnominal ]

    ...[velho: aposto = refere-se ao substantivo "mensageiro"]

    ...[mensageiro: substantivo masculino plural]

Tópicos Relacionados:

Previous Next Tela de apresentação



Chat ao vivo!